Connect with us

Hi, what are you looking for?

Rock in Rio

Rock in Rio 2022 surpreende e terá banda britânica no palco

Coldplay Rock in Rio
Coldplay. (Foto: Divulgação)

Previsto para acontecer este ano, mas transferido para 2022 diante do agravamento da pandemia do novo coronavírus, o Rock in Rio 2022 terá uma atração de peso – Coldplay – de acordo com informações do colunista Ancelmo Góis, do Jornal O Globo.

+Andressa Urach é detonada nas redes sociais: “Podres por dentro”

“A banda britânica Coldplay está confirmadíssima para se apresentar no Rock in Rio 2022, em setembro de 2022”, escreveu o jornalista, sem entregar maiores detalhes.

Os boatos da vinda de Coldplay ao Rock in Rio já circulam há algum tempo, mas se qualquer confirmação por parte da direção do festival. A última passagem do Coldplay pelo Brasil foi em 2017 durante a turnê “A Head Full of Dreams” (2015). O último disco de inéditas da banda foi “Everyday Life” (2019).

Enquanto Coldplay deve marcar presença no Rock in Rio, Thiaguinho rompe com a Som Livre

O cantor Thiaguinho não faz mais parte da Som Livre, uma das maiores gravadoras do país, que pertencia ao Grupo Globo. O artista revelou o fim do contrato com a empresa – que recentemente foi comprada pela Sony Music Internacional – através de um comunicado na tarde desta quinta-feira(22).

+Marina Ruy Barbosa curte descanso em fazenda do novo namorado

Segundo a nota, a decisão foi tomada porque a gravadora não caminhava no mesmo sentido dos interesses de Thiaguinho para a sua carreira e reforça que inúmeras tentativas de diálogo foram feitas, sem sucesso.

“Após inúmeras tentativas de diálogo sobre sua carreira artística com a Som Livre, o cantor Thiaguinho decidiu deixar a gravadora. O fim da relação se deu por conta das dificuldades no desenvolvimento dos conceitos artísticos almejados por Thiaguinho para sua carreira, que, por sua vez, configuraram no descumprimento do contrato artístico pela Som Livre”, inicia o comunicado.

E continua: “Uma relação harmoniosa, parceira e sadia é fundamental para o sucesso de um projeto artístico em comum. Neste caso, houve quebra de confiança e desinteresse da Som Livre no cantor, que tornou insustentável a continuidade do contrato. Para que um artista tenha qualidade em seu trabalho e preserve em primeiro lugar a sua arte, apresentando o melhor dela aos seus fãs, é necessário que a gravadora caminhe no mesmo sentido de interesses. Mas não foi o que aconteceu. A Som Livre caminhou no sentido oposto. Sendo assim, encerrou-se um ciclo visando à proteção do artista e sua arte, que será defendido em todas as esferas, inclusive, se necessário for, pela via judicial”, conclui.

 

João Biott

CLIQUE AQUI E CONHEÇA

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja agora!

Eventos

Post Malone já tem previsão de retorno ao Brasil. O jornalista José Norberto Flesch informou que o cantor americano será uma das atrações principais...

Famosos

Como o blog adiantou com exclusividade em Julho deste ano, a intensa disputa por convites dos camarotes vips do Rock in Rio já começou!...

Música

Após Anitta ter sido anunciada que seria uma das atrações principais no Palco Mundo do Rock In Rio 2019, muito se pergunta sobre como será....

Festivais

O Rock in Rio 2019 só acontece em Setembro mas o clima de preocupação já está instalado na Cidade do Rock. O cancelamento da...