Connect with us

Hi, what are you looking for?

Exclusivas

Marcelo Cosme, âncora do Em Pauta afirma: “É uma das fases mais apaixonantes da minha carreira”

Marcelo Cosme
Marcelo Cosme revela se substituiria Dony de Nuccio no Jornal Hoje

Marcelo Cosme é âncora do Em Pauta, na GloboNews. (Foto: Reprodução)

Âncora do Em Pauta, da GloboNews, e do Brasil TV, o “jornal das parabólicas” da Globo, Marcelo Cosme, viu sua rotina alterada pela pandemia do novo coronavírus. Na linha de frente da informação, o jornalista tem se adaptado aos novos tempos.

Cosme acumula uma ascensão meteórica no Grupo Globo desde que foi promovido ao posto de apresentador de telejornal. E não é por menos: carisma, simpatia e credibilidade são as marcas de um dos jornalistas mais comentados dos últimos tempos e justificam o sucesso.

Em conversa exclusiva com este colunista que vos fala, Marcelo Cosme contou como tem sido a rotina das redações da TV Globo e GloboNews, além de fazer um balanço de sua trajetória à frente do Em Pauta.

LEIA TAMBÉM: XUXA MENEGHEL, UM DOS MAIORES FENÔMENOS DO BRASIL

João Biott – De cara, a gente te pergunta como tem sido a sua rotina de trabalho nessa pandemia do novo coronavírus? O que mudou?

Marcelo Cosme:Mudou que a gente tem quase jornais monotemáticos. A gente acaba tratando basicamente do mesmo assunto! É claro, que agora a gente tem a questão política muito forte em Brasília, com a saída de Sérgio Moro, Luiz Henrique Mandetta, que tem um pouco a ver com o coronavírus – o Sérgio Moro não diretamente – então, o que muda é a que a gente tem que focar na questão do coronavírus, o que a gente fala claro é principalmente saúde. Nosso foco passou a ser esse!! Na nossa rotina, tudo mudou: a gente acaba dedicando mais tempo a isso tudo.

João Biott- Um Levantamento de uma operadora de celulares, que também opera TV a cabo no Brasil, mostrou que a audiência dos canais de notícias aumentou 118% desde que a pandemia foi declarada pela OMS. Com o crescimento de audiência da Globo e a consolidação da GloboNews como líder no Ibope entre os canais da TV paga, os jornalistas de ambas as emissoras se sentem ainda mais estimulados a gerar resultados. Trata-se de um momento histórico para o jornalismo. Você imaginou passar por situação parecida? É o seu maior desafio como profissional?

Marcelo Cosme: Acho que se alguém disser que pensou ou sonhou que faria uma cobertura dessas algum dia, acho que vai estar sendo audacioso. Ninguém imaginou que nós faríamos parte de uma cobertura da maior crise sanitária do século. É um desafio enorme, porque a gente, também tem amigos, conhecidos, próximos da doença, ou já ouviu falar de alguém, que acabou morrendo da doença. A gente é ser humano, a gente sofre, se preocupa, fica com medo também! Mudou tudo! A gente nunca pensou viver algo como estamos vivendo agora!

 João BiottAs redações, bem povoadas, sofreram algumas alterações para que o trabalho fosse mantido de forma eficaz?

Apresentador da GloboNews é hostilizado na rua e se revolta ...

Marcelo Cosme, GloboNews. (Foto: Reprodução)

Marcelo Cosme: As redações sofreram alterações extremas. Não existe mais povoamento, pelo menos na Globo, onde eu trabalho. Existe agora, uma série de regras, desde que a gente sai de casa. A gente sai de máscara, só entra na Globo usando máscara – as quais a emissora nos forneceu – a gente chega lá e recebe álcool em gel à disposição, cada um tem o seu, a quantidade que quiser, tem o álcool isopropílico pra limpar computador, o mouse, a mesa, o teclado, a cadeira, isso em tudo que é sala e ambiente que você passa. Eu que tráfego no camarim, redação, em dois estúdios, os procedimentos são os mesmos. Eu repito todos os procedimentos cada vez que entro em algum ambiente para me proteger e proteger os outros! O uso da máscara é obrigatório o tempo inteiro. A gente só tira a máscara – os apresentadores 30/20 segundos antes de entrar no ar. A máscara fica claro, guardada com toda a higiene e cuidado. Quando acaba, higieniza as mãos novamente e põe a máscara para sair dali e voltar para a redação e fazer as suas tarefas do dia.

João BiottO jornalismo se tornou o principal braço da TV Aberta no Brasil, após o início da pandemia. Na Globo, por exemplo, os noticiários começam às 4 da manhã e se estendem até o meio da tarde, proporcionando horas de informação para o público. Você acredita que o pós-pandemia renderá mudanças na forma que o jornalismo se comporta na TV? Acredita que o futuro da TV é o jornalismo ao vivo? 

Marcelo Cosme: Não é muito a minha área fazer esse tipo de avaliação, o que eu posso dizer é que é muito positivo que o Jornalismo, nesse momento, possa, prestar um serviço como esse para a população e a gente vê o resultado em programas de muito sucesso e credibilidade, como o Combate ao Coronavírus, do meu amigo Márcio Gomes, então assim, é claro que o espaço nos exige mais atenção, é trabalho, mas nesse momento é informação, e quanto mais tempo pra informação, embasada, com credibilidade, melhor pra quem está em casa.

João BiottNo Brasil, especificamente, diversos estudos comprovam que o fenômeno das notícias falsas encontrou campo fértil. Por causar muita incerteza e insegurança, o contexto do coronavírus se torna ainda mais propício para a disseminação de informações não confirmadas, que não passam de boatos. Datafolha revelou, em levantamento realizado em 18 de março, que 61% das pessoas confiam nas informações sobre a pandemia veiculadas por emissoras de TV, 56% nas dos jornais e 50% nas das emissoras de rádio. O índice de confiança em redes sociais como WhatsApp e Facebook é bem mais baixo: 12%, de acordo com o Datafolha. O telejornalismo é de fato uma barreira contra fake news? 

Marcelo Cosme: O Jornalismo seja ele na televisão, rádio, internet, impresso é combate as fake news, porque jornalista profissional escuta, apura, ouve os dois lados e reporta sobre isso, o melhor combate a fake news é a informação. É o jornalismo profissional. Porque as pessoas acham que escrever em uma rede social as torna jornalista, ou autoridades no assunto, mas não, é uma opinião pessoal, exclusiva delas. Uma informação apurada, com base, quem falou, quando falou, vem do jornalismo profissional.

João Biott – O Em Pauta está competindo fortemente com o “Jornal Nacional” – em qualidade editorial – com a vantagem de que seus jornalistas (os comentaristas) ousam mais, sobretudo na interpretação dos fatos, e com uma variedade de opiniões. Como você avalia o crescimento do programa e a sua trajetória como apresentador? 

Jornalista da GloboNews é hostilizado em caminhada: "Me respeite ...

Marcelo Cosme, âncora do BrasilTV na Globo. (Foto: Reprodução)

Marcelo Cosme: O Em Pauta é um telejornal de reflexão né? Somos diferentes de todos os jornais da GloboNews. A gente quase não exibe matérias gravadas, reportagens. O que a gente faz é separar fatos, falas importantes, para levar ao debate. A gente costuma brincar nas reuniões de pauta, que o Em Pauta é assim: você já sabe o que aconteceu o dia inteiro, ai vem a noite e você vai encontrar seus amigos em um bar, restaurante e aí começam a conversar sobre o que aconteceu, cada um vai dar sua opinião. Então é isso que a gente faz. Por isso que a gente acaba sendo diferente de outros jornais! A gente não se apega a notícia, como ela foi às sete, oito da manhã, não.

A gente pega o que houve de mais relevante aquele dia, e joga para que os nossos analistas, comentaristas, jornalistas, façam as análises deles, sobre como aquilo foi feito, quais os reflexos que aquilo tem e é sempre em uma conversa mesmo! A ideia é que eles discordem mesmo, confrontem informações. É o que acontece com a gente, às vezes um amigo que a gente conversa, pensa diferente, ou ouviu no rádio, viu na TV, informação que você não sabe. E a gente tem tido resultado. Desde que assumi o Em Pauta, fizemos muitas modificações, a audiência responde, hoje a gente tem um trabalho muito respeitado e que o público gosta. Eu me sinto bem feliz, é sem dúvidas, uma das fases mais apaixonantes da minha carreira, é ser apresentador do EM PAUTA. Estando no Em Pauta neste momento, me deixa muito feliz.

 

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja agora!

Famosos

Marcelo Cosme, apresentador do “GloboNews em Pauta”, denunciou em seu perfil no instagram alguns ataques homofóbicos que vem recebendo de um internauta. Nos prints,...

Sem Categoria

Marcelo Cosme deve ser efetivado como apresentador do GloboNews Em Pauta, três fontes anônimas confirmaram a informação ao João Biott. À frente da atração desde...