Connect with us

Hi, what are you looking for?

Entretenimento

Lucke fala sobre o vídeo que bombou e a campanha para ajudar o Luigi

Lucke, TransLivesMatter, Luigi, Viral, Redes Sociais
Imagem: Redes Sociais/Reprodução
Lucke, TransLivesMatter, Luigi, Viral, Redes Sociais

Imagem: Redes Sociais/Reprodução

Diante de tantos problemas no Brasil e no mundo é cada vez mais difícil ter esperança ou otimismo com o futuro, principalmente quando você abre as redes sociais. Como jornalista, tenho que ler comentários e navegar pelos perfis alheios em busca de histórias legais e situações curiosas para trazer ao leitor. Lucke.

Numa dessas aventuras pelo Twitter, cheguei num vídeo que me emocionou, impactou e emocionou. Tudo junto. O responsável é Lucas Rodrigues, ou o Lucke como ele é conhecido na internet. Mas ele não quer te mostrar uma música nova. Tampouco uma dancinha no TikTok. Ele quer te apresentar o Luigi, seu melhor amigo.

Logo entende-se o porquê de tanta emoção. O Luigi é um homem trans que precisa de ajuda financeira para continuar sua transformação. Ele quer realizar uma mastectomia, que para quem não sabe é o procedimento cirúrgico que visa remover as mamas.

Querendo saber um pouquinho mais dessa história, assim como ajuda-los a atingir seu objetivo, troque com o Lucke. É importante lembrar que conversamos com ele, e não com o Luigi, em respeito a sua privacidade.

1º. – Pra quem ainda não te conhece, ou infelizmente não te segue ainda, peço que aproveite um pouquinho dessa oportunidade para falar da sua vida e da sua história, por favor.

Sou Lucke, cantor e compositor desde meus 14 anos, nordestino e amante das relações pessoais e comunicação. Sempre fui alguém que pensa de forma “aberta” sobre tudo e invisto boa parte do meu tempo em aprendizados sociais e estudos sobre expansão da consciência, além da minha música.

Cresci rodeado de mulheres, então sempre vi o mundo de uma forma diferente do que a maioria dos meninos viam. Sempre fui questionador sobre muitos aspectos sociais que vivíamos/vivemos, o machismo sempre foi escancarado, o racismo, preconceito.

Infelizmente crescemos com esse pensamento enraizado de muitos desses aspectos e ainda são poucas pessoas que conseguem enxergar além disso. Porém estamos tentando mudar o mundo aos poucos.

Iremos conseguir chegar lá! Tenho esperança que um dia todos vão se olhar como iguais além de qualquer característica íntima, física ou psicológica. 

2º. – Até a realização dessa entrevista, seu vídeo já tinha um pouquinho mais de sete mil visualizações. Ficou impressionado com a forma na qual viralizou nas redes?

Bastante. A gente faz esperando que de certo, claro. Mas ver tanta gente se mobilizando foi incrível. 

3º. – No vídeo, você afirma que seu amigo é bastante tímido e por isso não gostaria de falar ou de aparecer. Como ele reagiu diante da recepção geralmente positiva que seu vídeo teve?

Sim! Ele é bastante tímido! Sempre foi. Ele chorou bastante quando viu a repercussão e quando viu o vídeo. Ele havia dito que queria minha ajuda pra divulgar a vaquinha dele, mas não sabia que eu faria um vídeo. Tentei fazer tudo da forma mais carinhosa e criativa possível! E estou feliz que as coisas estão caminhando. 

4º. – A comunidade LGBTQIA+, apesar de todos os preconceitos que sofremos todos os dias, ainda precisa resolver diversos problemas internos. Dentre eles é a total falta de interessante em saber mais do ‘T’, que se refere a transgêneros, travestis, transexuais. Como vê tudo isso?

Infelizmente existe um grande preconceito até dentro da própria comunidade. Acho que as pessoas não se aprofundam o suficiente no assunto pra dar alguma opinião certa sobre. É como se você estivesse querendo dar um discurso sobre algo que você não conhece por completo, e não tem como opinar sem vivenciar, sem entender, sem se colocar realmente no lugar. Algumas situações são maiores que a compreensão de algumas pessoas e tudo bem. Não temos que entender tudo, porém respeitar e ter empatia. E isso tá em falta, na maioria das vezes. 

5º. – Apesar da boa resposta que vocês tiveram, acredito, também, que teve muito discurso de ódio e pessoas desagradáveis. Como lidaram com isso? Responde educadamente ou nem dá bola?

Existe um ensinamento que levo pra minha vida profissional na música que levo pro pessoal e passo pra todos que posso. 

Discursos críticos construtivos são sempre bem vindos. Discursos críticos degenerativos são sempre ignorados porque não influenciam em absolutamente nada. Acho que quando encontramos nosso equilíbrio, aprendemos a colocar de lado comentários que sabemos que são vazios e feitos pra nos machucar. 

6º. – No vídeo, você é muito cuidadoso no que se refere ao seu ‘lugar de fala’, o que é fundamental no que se refere a falar de quaisquer preconceitos, seja transfobia, homofobia ou racismo. O que diria para outras pessoas que, mesmo não fazendo parte da comunidade, têm interesse em ser aliadas na luta?

Acho que é importante estarmos juntos porém sem querermos roubar o protagonismo de quem realmente está precisando de voz. Tenho feito alguns vídeos no meu canal do YouTube sobre isso, como nós da “maioria”, “privilegiados”, podemos ajudar em causas e lutas de minorias onde já conversei com uma amiga trans indígena e uma drag queen sobre como podemos ajudá-los nas suas causas. (YouTube.com/LUCKEMUSIC

Acredito que a principal coisa que devemos fazer é ouvir e acolher. Além de darmos voz a quem precisa. Afinal se gritarmos juntos o barulho será maior! 

7º. – A amizade de vocês vem de oito anos, como que essa relação começou?

Nos conhecemos por amigos em comum. Ele sempre foi tímido demais e eu sempre fui a explosão de comunicação. Acho que somos o YinYang em versão pessoa. Vivemos muitas coisas juntos e aprendemos muito juntos. É alguém que sei que posso contar pra toda vida. 

8º. – Como está a arrecadação? Imagino que um processo de mastectomia deva ser bastante caro.

Ainda estamos um pouco longe de chegar no valor final, mas estamos esperançosos. Vai dar tudo certo!

Em tempo: nós agradecemos ao Lucke e ao Luigi pela oportunidade em contar um pouquinho mais sobre a amizade linda de vocês aqui. Lembro aos nossos leitores que Vidas Trans Importam! E que subir uma hashtag nas redes sociais é legal, mas agir é ainda melhor. Por isso, quem quiser e puder ajudar, só clicar no link abaixo. Assim. Assim.

Clique aqui para doar

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja agora!

Famosos

A cantora Simaria, da dupla Simone & Simaria, usou seu perfil no Instagram para parabenizar seu marido, Vicente Escrig, pelo aniversário de 41 anos. Junto a uma declaração,...

Famosos

O ator Cauã Reymond movimentou as redes sociais nesta quarta-feira (04) ao dividir com os seguidores uma foto de sunga. A imagem foi compartilhada no Instagram....

Famosos

A atriz Sthefany Brito se incomodou com um comentário de um seguidor no Instagram. Tudo começou após ela abrir um espaço interativo de perguntas...

Famosos

Nas últimas semanas, a coach e ex-participante do “BBB” Mayra Cardi tem chamado atenção com sua nova mansão, no interior de São Paulo. Desta...