Connect with us

Hi, what are you looking for?

Famosos

Luciano Huck aparece como líder de frente de centro para 2022, mas será que ele pode ganhar?

Luciano Huck
Imagem: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
Luciano Huck

Imagem: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Era fevereiro de 2018 quando Luciano Huck bateu o martelo à pedido da Globo: ‘Não serei candidato, mas não quero falar mais sobre o assunto agora,’ dissera à jornalista Sonia Racy. Oito meses depois, Jair Bolsonaro seria eleito presidente do Brasil sob o pretexto de reformar o Estado; gerar empregos e fazer a economia andar novamente.

De acordo com a mais recente pesquisa Datafolha, o presidente não goza da mesma popularidade. Já é rejeitado por 38% da população, enquanto 44% dos entrevistados afirma que ‘nunca confia no que o presidente fala’. Mesmo assim, o mandatório mostra-se preocupado com 2022 e principalmente com seus eventuais adversários.

Jornalistas e analistas políticos acreditam que o cenário perfeito para Bolsonaro conquistar um segundo mandato é uma nova disputa com a esquerda, principalmente com o PT. Contudo, já há grupos que trabalham para evitar uma nova eleição de extremos e estourar a bolha da polarização quando os brasileiros voltarem às urnas para escolher o próximo presidente.

Um olho aqui e outro acolá

Embora tenhamos um pleito municipal no próximo ano, já há diversos nomes com olho em 2022. O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, se autodeclara pré-candidato; João Dória, governador de São Paulo, já busca apoio em outros estados visando a presidência. Além disso, ainda lembra-se de Ciro Gomes, Marina Silva, Rui Costa e…..Luciano Huck?

A ideia não é nova. Em maio deste ano, destacamos uma entrevista do ex-prefeito do Rio, César Maia, ao jornal O Estado de São Paulo, em que ao ser questionado sobre a possibilidade de Rodrigo Maia, seu filho, sair como candidato à presidência, destacou que há conversas com Luciano Huck.

Desde então só aumentou a possibilidade do apresentador da Globo ser o ‘líder’ de uma frente de centro, que buscará ser liberal tanto na economia, quanto nos costumes. Mas será que Luciano Huck, que nunca exerceu cargo público, teria condições de disputar uma eleição nacional e vencer?

“A ideia da população mais ‘centrão’ sempre existiu. Foi ela que ajudou a eleger o Lula, Dilma e ao mesmo tempo ajudou eleger Bolsonaro. O que nunca existiu foi candidato com capacidade de unificar um discurso propositivo e com força para conseguir lutar com os radicais,” disse Walter Leiras, consultor da Anexo Política e comentarista político.

“Que é difícil onde o debate saiu do campo das ideias e foi para ringue do confronto, principalmente com advento das redes sociais. Se o Huck vai conseguir essa façanha, não sabemos, mas muito da sua força vai depender de como sua atual emissora vai se comportar com um dos seus funcionários mais ilustres resolver ir ao embate político,” completou.

A voz da experiência.

A desconfiança sobre a viabilidade do apresentador não se limita a analistas políticos. O jornalista Alexandre Magnun, que trabalhou na TV Jornal Interior afiliada do SBT em Pernambuco, avalia que suas chances chances passam pelo Nordeste. Contudo, há muito trabalho para ser feito caso ele queira chegar ao pleito competitivo.

“A possibilidade do apresentador Luciano Huck disputar as eleições para presidente em 2022, trará a ele um grande desafio na sua carreira de iniciante na política: se tornar popular e conquistar os eleitores do Nordeste. As chances ainda são poucas já que a região é reduto petista, devido à forte ligação e prestígio que o ex-presidente Lula tem com os nordestinos,” disse.

Alexandre ressalta ainda que mesmo gravando diversas vezes na região, sua aparente popularidade não se traduzirá tão fácil em votos. “Apesar do apresentador já ter gravado vários quadros para o seu programa de TV no Nordeste, como Lar Doce Lar e outros não garante popularidade do mesmo na região. Huck pode aproveitar os artifícios da boa imagem de apresentador, assim como de pai de família e por nunca ter exercido cargo político, já que uma parcela da população quer mudanças e um presidente que olhe com atenção as políticas sociais de crescimento voltadas para a região,” alerta.

Choque de realidade

“Mas por outro lado, o marido de Angélica enfrentará uma barreira em relação a outra parte dos eleitores que não mudam de voto quando se tem candidato apoiado pelo ex-presidente Lula e isso pode dificultar em partes a sua eleição já que candidatos de outros partidos não conseguem uma votação expressiva desde as eleições de 2006, quando a região Nordeste passou a ser concretizado o reduto de um partido: o PT,” afirmou Alexandre.

Usando os últimos resultados eleitorais com base de argumento, ele lembra que, mesmo enfraquecido no restante do Brasil, o partido continua forte na região. “Nas últimas quatro eleições, o Partido dos Trabalhadores não teve concorrente na região Nordeste. A votação do PSDB, o principal adversário do PT, com exceção das duas vitórias do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, têm se tornado tradicionalmente reduzida, e vem caindo na região. Com isso, atualmente, as chances do apresentador Luciano Huck conseguir “emplacar” no Nordeste são mínimas e seu nome não é tão forte na região,” concluiu.

Dividindo Opiniões

A eventual candidatura do apresentador divide até mesmo o meio político. Em conversa com o Estadão em setembro deste ano, a ex-senadora Marta Suplicy mostrou-se simpática à candidatura do apresentador. “Acho Luciano Huck um nome muito interessante. Ele tem se esforçado numa aprendizagem da política de forma muito focada. Não vejo como uma candidatura que cai do céu, como o (João) Doria (governador de SP), que não sabia patavina da cidade,” disse.

Recentemente, em entrevista ao Estadão, Fernando Henrique Cardoso mostrou-se mais cauteloso sobre uma eventual candidatura de Huck. “[…] a pessoa tem que exercer a liderança política. Sou amigo do Luciano, etc. Agora, preciso ver se ele vai deixar de ser celebridade para ser líder. Celebridade é uma coisa importante, tem acesso ao povo, mas líder é outra coisa. Se ele fizer esse passo, ele tem chance. Às vezes pessoas são eleitas sem ter essa qualidade, chegam ao governo e não governam. Ou governam com dificuldade,” completou o ex-presidente.

Por fim, o ex-presidenciável Ciro Gomes foi por outro caminho e destacou a inexperiência de Luciano para presidência caso seja eleito. “Você passa numa esquina e vê ali aqueles meninos fazendo malabares, jogando coisas, engolindo fogo. Eu acho aquilo admirável. Mas você entregaria seu filho com apendicite para um malabarista genial fazer a cirurgia dele? Essa é a pergunta que nós temos que fazer. Qual é a credencial? Não é do Luciano Huck. Pelo amor de Deus, chega de mandar estagiário para a Presidência da República,” disse à Folha.

E a gente, como fica?

Outra preocupação que pude apurar é dentro da própria Globo que, querendo ou não, teria que cobrir a eventual candidatura de um ex-funcionário. “A gente não sabe bem o que vai ser ou como vai ser. Tem que esperar pra ver,” disse um repórter da emissora ouvido pelo João Biott.

“Não tem como dizer qual será a postura deles,” disse um repórter de outro veículo de ouvido pelo site. “Uma coisa são os repórteres. Outra coisa é a direção,” completou. “Os repórteres só seguem o que a direção determina,” concluiu. Nós entramos em contato com a Globo e com o Luciano Huck, mas não tivemos retorno. Como de costume.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja agora!

Exclusivo

A TV Globo segue no processo de renovação de contrato das suas principais estrelas. A emissora tem cercado de todos os lados, para impedir...

Famosos

A internação de Faustão na última quinta-feira(10), se tornou um dos principais assuntos das redes sociais. Nos bastidores da TV Globo, a ausência do...

Famosos

Uma mudança inesperada na TV Globo. Depois de Faustão ser diagnosticado com infecção urinária e ser internado em São Paulo, Tiago Leifert assumirá o...

Famosos

Fausto Silva, o Faustão, foi internado na manhã desta quinta-feira (10) no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, após acordar se sentindo mal....