Matheus Mazzafera Gustavo Rocha
Foto: Reprodução

A mais recente entrevista de Gustavo Rocha para Matheus Mazzafera está dando o que falar! No vídeo lançado na semana passada, os influenciadores comentam sobre seus gostos quando o assunto é relacionamento, e uma fala do irmão de Tulio Rocha deixou os internautas incomodados.

LEIA MAIS: CHAMELEO SE UNE A PABLLO VITTAR NO NOVO SINGLE “FREQUENTE(MENTE)”

Perguntado sobre que tipo de caras se sente atraído, Gustavo respondeu: “Maloca, tatuado. Quanto mais estragado for, melhor. Para namorar, não. Mas o que eu sinto atração mesmo são sempre os maloca tatuado“.

Em seguida, Matheus reforça a fala do colega, e usa como exemplo MC Livinho, que é negro. “Se fosse desenhar, eu gosto também dos tatuados. Meu ex é loiro, branquinho. Pago a minha língua. Se fosse pra escolher, eu vou escolher alguém tipo o Livinho, tipo o Don Juan, Mc Kevin. Só que daí eu acabo namorando com o Luciano Huck“, disse. “É a mesma coisa comigo. Para namorar, não! Não é o meu estilo para namorar, mas sinto atração para dar uns pegas“, explicou Rocha.

Na internet, os internautas identificaram racismo no trecho, já que a dupla usa como exemplo artistas negros, como exemplo de caras que não serviriam para namorar eles. “Eu sempre achei o Gustavo uma radiação na época em que ele pagava de heterotop, quando ele vendeu a saída do armário e agora este vídeo carregado de racismo, classismo e homonormatividade. mas ainda assim algumas gays irão passar pano“, escreveu um usuário do Twitter.

Influenciadores se pronunciam

Com a repercussão, ambos decidiram se retratar nas redes sociais. “Gostaria de pedir desculpas! Me expressei mal. Quis dizer que acho mais bonito homem com tatuagem. Eu, por exemplo, estou fazendo várias. E meu ex-namorado não tinha nenhuma tatuagem. [Queria] dizer isso. Me desculpa por expressar mal“, explicou Matheus.

Gente, vamos lá! Eu quero esclarecer sobre a interpretação que algumas pessoas tiraram da minha fala no vídeo. Pra mim, “maloka’ não está relacionado a cor da pele de alguém e sim de quem gosta de ‘zoeira’ na noitada, ou como um ‘estilo de vida’“, escreveu Gustavo.

Eu abomino qualquer tipo de racismo e meus seguidores sabem disto. Acusar uma pessoa de racismo é sério e é crime. Mas como eu estou neste mundo para compartilhar amor, não me incomodo nem um pouco de pedir perdão a quem ficou magoado – minha intenção jamais foi essa“, completou.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here