Connect with us

Hi, what are you looking for?

Televisão

Editorial | Dona Lola é o melhor papel de Glória Pires na TV em mais de 20 anos

Glória Pires Éramos Seis
Atriz vive dona Lola em "Éramos Seis" (Foto: Divulgação)
Glória Pires Éramos Seis

Atriz vive a Dona Lola em “Éramos Seis” (Foto: Divulgação)

remake de “Éramos Seis” na Rede Globo vem rendendo índices modestos de audiência, porém satisfatórios para faixa das 18 horas. Mesmo assim, não podemos deixar de destacar o incrível trabalho de Glória Pires.

A atriz foi responsável para encarnar a quinta versão de dona Lola, protagonista da trama inspirada no livro homônimo de Maria José Dupré. A forte e sofredora dona de casa já foi vivida anteriormente por Gessy Fonseca (1958), Cleyde Yáconis (1967), Nicette Bruno (1977) e Irene Ravache (1994). Portanto, não seria uma tarefa fácil.

Lola é uma dona de casa casada com Júlio (Antonio Calloni), um vendedor de tecidos e juntos são pais de quatro filhos. O casal enfrenta inúmeras adversidades ao longo da vida. Muitas delas para pagar a casa em que a família vive na Avenida Angélica, em São Paulo.

Glória vem dando um show de atuação como a protagonista, e vamos convir, essa é sua melhor personagem em mais de duas décadas. Mas mesmo diante de uma prolífica carreira? Certamente. Para isso, vamos fazer um levantamento sobre a trajetória da atriz para reforçar minha afirmação.

Maria de Fátima é considerada até hoje uma das maiores vilãs da teledramaturgia (Foto: Divulgação)

Papéis memoráveis

Glória Pires fez sua estreia na TV em 1971, quando tinha apenas 08 anos de idade. Desde então a atriz não parou mais, colecionando diversos papéis memoráveis.

Como não se lembrar da Marisa de “Dancing Days”ou da Zuca de “Cabocla”? Ela foi se destacando a cada trabalho, mas o auge veio em “Vale Tudo”. Na aclamada trama escrita por Gilberto Braga, Aguinaldo Silva Leonor Bassères, a beldade interpretou Maria de Fátima, a grande vilã da história.

Após o papel, Glória rapidamente tornou-se uma das maiores atrizes da TV brasileira. Nos anos 90 não foi diferente, ao protagonizar “O Dono do Mundo”, ao lado de Antonio Fagundes Malu Mader.

Outro grande papei viria ainda naquela década, mais precisamente em 1993, quando a atriz estrelou o remake de “Mulheres de Areia”Sua performance na pele das gêmeas Ruth e Raquel foi tão aclamada, que as duas personagens, principalmente a vilã, também são consideradas as maiores personagens da mãe de Cleo.

Não podemos esquecer também de outras personagens memoráveis. Tais como Maria (“O Memorial de Maria Moura”), a vilã Rafaela/Marieta Bedinazzi em “O Rei do Gado”Outro papel icônico que marcou a carreira da atriz foi a protagonista dúbia Nice, no remake de “Anjo Mal”em 1997.

Assim como remake de “Guerra dos Sexos”, personagem de Glória mal é lembrada (Foto: Divulgação)

Personagens que esperávamos mais

Após protagonizar “Anjo Mal”, podemos dizer que o papel seguinte de Glória na TV já começou a desejar. Em 1999 ela foi escalada para ser uma das protagonistas de “Suave Veneno”, de Aguinaldo Silva. No entanto quem roubou a cena na época foi Letícia Spiller, que interpretou Maria Regina, a grande vilã do folhetim.

Já nos anos 2000, Glória foi escalada para protagonizar a novela “Desejos de Mulher”, ao lado de Regina Duarte. Entretanto a trama não fez o sucesso esperado, e sua personagem acabou não conquistando o público.

Em 2005, por sua vez, a atriz retornou ao horário nobre como protagonista de “Belíssima”, de Sílvio de Abreu. Apesar da química em cena com Tony Ramos, sua personagem acabou sendo ofuscada pelo fenômeno Bia Falcão, icônica vilã de Fernanda Montenegro. Além disso, a beldade acabou se afastando do folhetim por um tempo, após ter ficado doente.

Dois anos depois, Glória foi escalada para o elenco de “Paraíso Tropical”, retomando a parceria com Gilberto Braga. Apesar de não ter sido protagonista, essa por sua vez, acabou tendo mais destaque que suas personagens anteriores. Além disso, repetiu mais uma vez a parceria de sucesso ao lado de Tony.

A única conquista que Beatriz teve na época foi o bordão “Não estou disposta” (Foto: Divulgação)

Vilãs mal escritas 

Partindo para os anos 2010, Glória Pires foi escalada para mais uma trama de Gilberto Braga. A atriz foi escalada para viver Norma, antagonista de “Insensato Coração”. Antes da estreia, o autor denominou a personagem como uma nova versão de Maria de Fátima, mas com toda uma história por trás que a fez tornar-se má.

Durante boa parte da trama vimos a personagem sofrer após ter sido enganada por Leo (Gabriel Braga Nunes), e ter sido presa após uma armação do vilão. De sua prisão até a liberdade foram os momentos mais esperados para o nascimento da vilã prometida, contudo as coisas não saíram como planejado.

Ao assumir o fardo de grande vilã, Norma acabou tornando-se uma personagem chata e extremamente obsessiva. Uma promessa que acabou morrendo no mar, e por besteira.

Anos depois Gilberto deu uma vilã bem perversa para Glória, sendo ela a Beatriz de “Babilônia”. A trama foi um verdadeiro fracasso, cuja história não agradou ao público. A personagem, por sua vez, foi criticada por ser uma versão requintada e nada convincente da memorável Maria de Fátima, além de seu incansável jogo de gato e rato com Inês (Adriana Esteves), outra grande vilã da trama.

O drama excessivo de Beth/Duda saturou o público (Foto: Divulgação)

Personagem promissora, mas que deixou a desejar

Após o fracasso de “Babilônia”, Glória Pires chegou a declarar que daria um tempo nas novelas. Entretanto Walcyr Carrasco a faz mudar de ideia, com uma personagem diferente de tudo que a atriz já havia feito, criada exclusivamente para ela.

Em “O Outro Lado do Paraíso” ela viveu Beth, uma personagem casada com um embaixador e mãe de uma filha. Após um plano arquitetado pelo sogro, interpretado pro Juca de Oliveira, ela foi obrigada a fingir que morreu, e assim tendo que assumir uma nova identidade.

Agora com o nome de Duda, a personagem passou por poucas de boas até chegar em sua terra natal, no Tocantins. Ela tornou-se uma mulher sombria, com vício do álcool. Entretanto as coisas mudam quando um outro segredo do seu passado vem à tona, ao descobrir que ela é mãe de Clara (Bianca Bin), protagonista da trama.

Duda se junta à filha mais velha contra as maldades de Sophia (Marieta Severo), chegando a pagar um alto preço por isso. Apesar de tudo que a personagem passou, no decorrer da história o excesso de drama jogado em suas costas acabou saturando o público, que começou a demonstrar desinteresse pelos rumos que ela estava tomando na trama.

Glória Pires vem dando um show como dona Lola (Foto: Divulgação)

A redenção de Glória

Em 2019 o jogo começou a virar para Glorinha na TV. A princípio Lilia Cabral estava escalada para viver dona Lola no atual remake de “Éramos Seis”. No entanto, como a trama acabou tendo sua estreia antecipada e a atriz ainda estava envolvida com os trabalhos de “O Sétimo Guardião” e outros projetos engatilhados na sequência, Glória acabou ficando com o papel.

A atriz vem dando um show de atuação como a protagonista do atual folhetim das 18 horas da Globo. O ápice com certeza aconteceu na semana passada, quando o filho mais velho de Lola, Carlos (Danilo Mesquita) acaba morrendo. A sequência em que a personagem presencia o rapaz partindo, assim como seu desespero após isso, comoveu a muita gente.

“Éramos Seis” chegará ao fim no próximo mês, e até lá muita coisa ainda promete para dona Lola. Diferente das versões anteriores, ao que tudo indica, a personagem poderá ter um final feliz ao lado de Afonso (Cássio Gabus Mendes), uma vez que nas demais a sofrida protagonista termina solitária.

Que as próximas personagens de Glória Pires continuem sendo tão inspiradoras como essa vem conseguindo.

1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: Gloria Pires será a grande vilã de nova novela da Globo | JOÃO BIOTT

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja agora!

Exclusivo

A TV Globo segue no processo de renovação de contrato das suas principais estrelas. A emissora tem cercado de todos os lados, para impedir...

Famosos

A internação de Faustão na última quinta-feira(10), se tornou um dos principais assuntos das redes sociais. Nos bastidores da TV Globo, a ausência do...

Famosos

Uma mudança inesperada na TV Globo. Depois de Faustão ser diagnosticado com infecção urinária e ser internado em São Paulo, Tiago Leifert assumirá o...

Famosos

Fausto Silva, o Faustão, foi internado na manhã desta quinta-feira (10) no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, após acordar se sentindo mal....